<center>O Centro de Trauma do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra realiza Workshop “Trauma, Perda e Luto”</center>

O Centro de Trauma do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra realiza Workshop “Trauma, Perda e Luto”

O Centro de Trauma do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC) vai realizar no próximo dia 29 de setembro, no CES Coimbra (Colégio S. Jerónimo, Polo I da UC), um workshop subordinado ao tema “Trauma, Perda e Luto”. A sessão contará com as seguintes intervenções:

– António Barbosa (Psiquiatra, Professor Associado da FMUL) – “Trajetórias das complicações do luto”

– José Carlos Rocha (Psicólogo, Professor Auxiliar na CESPU/ISCS-Norte, Centro de Psicologia do Trauma e do Luto) – “Novas intervenções baseadas em evidências para o Luto prolongado e trauma: das teorias à prática”

As inscrições são abertas ao público em geral e encontram-se a decorrer em:

https://www.ces.uc.pt/centrodetrauma/index.php?id=14469&id_lingua=1&pag=20808&tipo=atividadeF

<center>A GARE está no ERASMUS+ com Generation Europe</center>

A GARE está no ERASMUS+ com Generation Europe

Ontem começamos a nossa semana com um encontro energético aqui em Évora. Discutimos os próximos passos do projeto com os nossos parceiros. Estamos todos ansiosos para a cooperação durante os próximos anos! #Generationeurope

<center>A GARE no Agrupamento de Escolas José Régio em Portalegre</center>

A GARE no Agrupamento de Escolas José Régio em Portalegre

Inserida na Feira de Saúde organizada pelo Agrupamento de Escolas José Régio de Portalegre, a GARE realizou uma das suas atividades com o Alcokart, os óculos ALCOVISION e o jogo da Distração, para cerca de 110 jovens no dia 24 de Abril, um dia dedicado aos problemas da condução com álcool e outras substâncias.
O Semanário Fonte Nova esteve no local, leia aqui a reportagem: Jornal Fonte Nova

<center>A GARE na SIC</center>

A GARE na SIC

No passado dia 13 de Março, o Presidente da GARE António Adérito Araújo, foi convidado do Programa Linha Aberta, do Hernâni Carvalho na SIC, cujo tema era a Sinistralidade Rodoviária.

Aproveitamos para dirigir um forte abraço solidário ao Hernâni Carvalho que não pôde estar presente por nesse mesmo dia ter perdido o pai.

O programa foi conduzido pela Júlia Pinheiro, estando em estúdio além do Presidente da GARE, a Sara, que ficou paraplégica num desastre ocorrido quando o seu namorado adormeceu ao volante do carro que conduzia no regresso de uma festa, mostrando claramente a todos os espectadores as consequências possíveis do cansaço e do álcool na condução.

O Presidente da GARE, contou a história da morte de 7 jovens em Montargil, entre eles o se filho Nuno, quando o carro que conduzia no regresso de umas filmagens na barragem, foi abalroado fora de mão, por outro carro também cheio de jovens que vinham de uma festa de casamento, mostrando mais um trágico exemplo das consequências do álcool na condução.

É muito importante que as nossas televisões e todos os meios de comunicação social em geral continuem a chamar a atenção das pessoas, em casa, para o problema da sinistralidade rodoviária, embora muitas vezes certos programas, se preocupem com os aspetos mais mediáticos mas também menos importantes do problema.

Num programa com 45 minutos era impossível falar apenas das histórias pessoais é importante mas não é suficiente.

Também se falou de questões de segurança rodoviária, ilustradas por dois diretos de situações verdadeiramente vergonhosas numa estrada de Gondomar e na Nacional 125 no Algarve.

Foi estranhada a ausência de alguém responsável da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária neste programa.

Não se falou de muitas coisas de que se devia ter falado, mas os diretos, embora importantes, tornaram o tempo do programa muito curto.

VEJA AQUI A PARTICIPAÇÃO DA GARE NO PROGRAMA LINHA ABERTA

<center>Teatro-Debate (IN) Dependências para as escolas secundárias do Alentejo</center>

Teatro-Debate (IN) Dependências para as escolas secundárias do Alentejo

RoadPark e Cuida-te trazem o Teatro-Debate (IN) Dependências, da Usina ao auditório da DGEstE Alentejo.

  • O Teatro-Debate, consiste na representação de uma peça em que são apresentadas determinadas situações suscetíveis de discussão a um público específico. É uma forma de teatro comunitário, destinado a levar as pessoas a refletir sobre os problemas com que se deparam e de as envolver na forma de os ultrapassar.

O ROADPARK em parceria com o Programa Cuida-te do IPDJ, apresentaram hoje pelas 11 horas e para cerca de 90 jovens das escolas secundárias da região Alentejo, a peça de Teatro-Debate (IN) Dependências, pela Associação Usina.

Os temas abordados foram as dependências de substâncias psicoativas, de álcool e de comportamentos como a dependência do computador.

Estiveram presentes alunos das escolas secundárias André de Gouveia de Évora, Escola EB 2,3 Bernardim Ribeiro do Torrão e a Escola EB 2,3 Garcia d’Orta de Castelo de Vide.

Como teatro-debate, suscitou a intervenção do público e a entrada em cena de alguns alunos com “alterações” mais saudáveis ao guião.

O Programa Cuida-te tem em Évora a funcionar um Gabinete de Saúde Juvenil, nas instalações do IPDJ, para atendimento e aconselhamento nas valências de planeamento Familiar, CAD, Apoio Psicológico e Prevenção Indicada nas Dependências.

Tudo isto de modo gratuito, anónimo e confidencial.

<center>Visita de uma Turma da Escola Secundária Severim Faria</center>

Visita de uma Turma da Escola Secundária Severim Faria

Recebemos a visita de uma Turma do Curso Profissional Técnico de Apoio Psicossocial, acompanhada pela sua professora de Psicologia da Escola Secundária Severim de Faria, que durante 2 horas trabalharam connosco e apresentaram projectos de segurança rodoviária para crianças, jovens, pais e idosos.

<center>Agradecimento a Sara Rodi</center>

Agradecimento a Sara Rodi

A GARE – Associação para a Promoção de uma Cultura de Segurança Rodoviária vem publicamente agradecer a Sara Rodi o seu lindo poema (As fases do) Luto escrito propositadamente para o dia 19 de novembro de 2017, Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, e por si brilhantemente recitado na Sessão Solene da Praça do Giraldo.

A Direção da GARE vem ainda agradecer a Sara Rodi por ter aceite o convite feito pela GARE para ser Embaixadora desta associação, na promoção de uma cultura de segurança rodoviária.

Obrigada Sara Rodi!

Veja aqui o POEMA e o VÍDEO de Sara Rodi a recitar o Poema

<center>Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada 2017</center>

Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada 2017

Findas as celebrações nacionais do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, em Évora, vimos agradecer a todos os que ajudaram a Liga de Associações Estrada Viva, a GARE e a ACA-M a honrar a memória das vítimas da estrada.
Para tal foi necessário o envolvimento e a presença de varias entidades e individualidades, que de uma forma ou outra deram o seu contributo para elevar esta celebração.

Queremos então deixar o nosso agradecimento às seguintes entidades e pessoas que possibilitaram a realização desta celebração:
– Presidente da República – Marcelo Rebelo de Sousa,
– Câmara Municipal de Évora,
– Liberty Seguros,
– Diocese de Évora,
– IPDJ – Delegação Regional do Alentejo do Instituto Português do Desporto e Juventude,
– Associação Filarmónica Liberalitas Júlia,
– Associação Grupo Coral Feminino de Cantares de Alcáçovas,
– Sara Rodi,
– Bruno David,
– Luis Matias,
– Bombeiros Voluntários de Évora,
– Agrupamento de Escuteiros CNE 37 de Évora,
– Grupo 265 Évora da Associação de Escoteiros de Portugal
– Grupo Motard o Templo,
– Hot Roads Motorcycle Club,
– Moto Clube Romanos de Eborae,
– BTT Malagueira – Amigos do Pedal,
– Grupo Coral “Os Trabalhadores de Alcáçovas,
– Sr. Figueiredo e Sociedade Columbófila Eborense,
– Centro Humanitário de Évora da Cruz Vermelha Portuguesa,
– Tiagos – Artigos Académicos,
– APCE – Associação de Paralisia Cerebral de Évora
– Sr. António,
– APPACDM – Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Évora,
– PSP – Polícia de Segurança Pública de Évora,
– DianaFM,
– Delta Cafés

E também o nosso agradecimento a quem esteve presente e enriqueceu de uma forma ou outra esta celebração:
– Deputado Jorge Lacão – Vice-Presidente da Assembleia da República em representação do Presidente da Assembleia da República,
– José Artur Neves – Secretário de Estado da Proteção Civil,
– Carlos Pinto de Sá – Presidente da Câmara Municipal de Évora,
– António Adérito Araújo – Presidente da GARE,
– Manuel João Ramos – Presidente da ACA-M em representação da Estrada Viva,
– Inácio Esperança Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito de Évora em Representação do Presidente da Liga dos Bombeiros,
– Jorge Jacob – Vice-Presidente do Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária,
– Intendente António Moreira da Rocha – Comandante do Comando Distrital de Évora da PSP em representação do Diretor Nacional da PSP,
– Coronel João Maia – Comandante do comando Territorial de Évora da GNR em representação do Comandante Geral da GNR.
– A todas as pessoas que estiveram presentes na Praça do Giraldo, que acompanharam a marcha silenciosa e que estiveram no Jardim da Memória.

É uma lista extensa e se por lapso deixámos alguém de fora, as nossas sinceras desculpas, mas saiba que o seu contributo foi importante.

Veja aqui as Notícias da RTP1 e TVI sobre as celebrações em Évora

<center>Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada 2017</center>

Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada 2017

A Liga de Associações Estrada Viva e a GARE, com o apoio da Câmara Municipal de Évora e da Liberty Seguros e com o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República assinalam no próximo dia 19 de Novembro o Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada, que terá em Évora a celebração nacional.

O tema internacional do Dia em Memória deste ano é o Objectivo 2020: Reduzir as mortes e feridos graves na estrada em 50%, definido pela Década de Ação para a Segurança Rodoviária 2011-2020, promovida pela Organização das Nações Unidas.

O espírito desta celebração é de que a evocação pública da memória daqueles que perderam a vida ou a saúde nas estradas e ruas nacionais significa um reconhecimento, por parte do Estado e da sociedade, da trágica dimensão da sinistralidade, e ajuda os sobreviventes a conviver com o trauma de memórias dolorosas resultantes de desastres rodoviários. A morte e lesão por desastre de viação são ocorrências repentinas, violentas e traumáticas, e o seu impacto duradouro, por vezes, permanente. A cada ano, milhões de enlutados e vítimas de todo o planeta juntam-se aos muitos milhões que já sofrem em resultado de desastres de viação. O Dia da Memória responde, assim, à intensa necessidade sentida pelas vítimas e seus entes queridos de verem a sua perda e a sua dor publicamente reconhecida.

Ouça aqui e faça o download do SPOT de Rádio

Veja aqui o CARTAZ e o PROGRAMA

Veja aqui o Percurso no MAPA

PARA MAIS INFORMAÇÕES VISITE:
Estrada Viva
ACA-M
“World Day Of Remembrance”
Resolução do Parlamento Europeu, de 27 de Setembro de 2011, sobre a política europeia de segurança rodoviária de 2011 a 2020, apelando ao reconhecimento oficial do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada (“Aspectos Éticos”, ponto 12.)
Organização Mundial de Saúde sobre desastres de viação
Federação Europeia de Vítimas da Estrada (FEVR) sobre Dia da Memória
Guia da ONU para a celebração do Dia Mundial Em Memória das Vítimas da Estrada